Guia Completo para Produção de Morangos em Hidroponia

42 Flares Filament.io Made with Flare More Info'> 42 Flares ×

O Morangueiro:

O morangueiro é uma das principais plantas cultivadas em hidroponia, perdendo em importância somente para a alface.

O morangueiro é uma planta herbácea estolonífera, perene, com caule semi-subterrâneo, conhecido como coroa (caule modificado). A medula é muito suscetível às geadas. Na medida que a coroa envelhece pode originar de 8 a 10 novas coroas laterais.

O morangueiro possui estolões ou caules que se desenvolvem a partir das gemas basais das folhas, crescem sobre a superfície do solo e têm a capacidade de emitir raízes e dar origem a novas plantas.

As flores são hermafroditas. O cálice é formado por brácteas unidas na base. As pétalas são livres, lobuladas, brancas ou avermelhadas, dispostas ao redor do receptáculo proeminente, o qual, após a fecundação dos pistilos, se transforma no “morango”. Desta forma, os “morangos” são frutos falsos.

O morangueiro é cultivado, no Brasil, em várias formas: no solo, com ou sem cobertura plástica, em túneis baixos ou em estufas, ou em hidroponia, com ou sem substrato. O sistema de hidroponia conduzido em substrato é conhecido no país como semi-hidropônico.

O cultivo do morango é desenvolvida, em grande parte, por agricultores familiares que possuem pequenas áreas de cultivo. A necessidade da rotação de culturas aliada à maior conscientização do produtor de morangos quanto aos riscos do uso indiscriminado de agrotóxicos, têm motivado a busca por novas maneiras de cultivo para dar continuidade às suas atividades. Uma alternativa para contornar esse problema é produzir morangos em ambiente protegido em hidroponia onde é reduzida a incidência de pragas e doenças de parte aérea.

morango hidroponico

Clique para ampliar

Neste sistema, o morango é produzido em substrato artificial sem contaminação por fungos fitopatogênicos e com fertirrigação (sistema semi-hidropônico). Esta alternativa é de grande importância para os produtores, pois assegura a rentabilidade da atividade, reduzindo a demanda de agrotóxicos na cultura.

O cultivo protegido também evita  danos causados pela ocorrência de chuvas e geadas em locais com invernos mais rigorosos.

Estufa para morango em hidroponia

O cultivo do morango é pleno em estufas em ambiente protegido. Os ambientes protegidos são aqueles que propiciam um microclima adequado ou próximo ao ideal para o desenvolvimento das culturas. As estufas podem ser pequenas, cobrindo somente uma bancada, ou podem ser grandes e cobrir várias bancadas.

No cultivo do morangueiro, os modelos de  estufas  mais utilizados são: túneis baixos, túneis médios e túneis altos. Estes túneis também podem ser chamados de estufas.

estufa hidroponia

Estufa de madeira

Características do Sistema Semi-Hidropônico:

O sistema semi-hidropônico é bastante utilizado na Europa, onde é preferido por possibilitar a melhor utilização do espaço na pequena propriedade. No Brasil, porém, é necessário definir alguns componentes tecnológicos para otimizar o retorno ao produtor e à sociedade. Entretanto, já apresenta vantagens claras frente ao sistema convencional, tais como:

    – O produtor não necessita fazer rotação das áreas de produção, prática necessária para reduzir a podridão de raízes no sistema convencional de túneis baixos. Dessa forma, pode triplicar o potencial de uso da área de terra;

   – Os tratos culturais podem ser realizado em pé, o que favorece a contratação de mão-de-obra;

   – O novo ciclo de produção é estabelecido com a troca do saco plástico e do substrato a cada dois anos, o que auxilia na redução da incidência de podridões na cultura. Se ocorrerem podridões, elimina-se somente o saco infectado e não toda a área de produção;

    – O sistema protege as plantas do efeito da chuva e facilita a ventilação, condições que impedem o estabelecimento de doenças;

    – Como há menor pressão de doenças, o uso de agrotóxicos pode ser substituído por práticas culturais, uso de agentes de controle biológico e produtos alternativos, reduzindo drasticamente o risco de contaminação dos frutos, sem afetar a rentabilidade da produção;

    – Permite a produção de frutas com maior qualidade e menor perda por podridão;

    – O período da colheita pode ser estendido em, pelo menos, dois meses;

    – O sistema facilita a adoção de princípios de segurança dos alimentos, possibilitando a maior aceitação dos morangos pelo consumidor.

 

Substrato para morangos em hidroponia:

O substrato serve como suporte onde as plantas fixarão suas raízes, o mesmo retém o líquido que disponibilizará os nutrientes às plantas. Um substrato, para ser considerado ideal deve apresentar características como:

  •     elevada capacidade de retenção de água, tornando-a facilmente disponível;
  •     decomposição lenta;
  •     disponibilidade no mercado;
  •     baixo custo.

Existem vários tipos de compostos que podem ser utilizados para a formulação de substratos para o cultivo semi-hidropônico. Dentre eles pode-se destacar:

  •     casca de arroz carbonizada;
  •     mistura com diferentes porcentagens de casca de arroz carbonizada + casca de pinus;
  •     mistura, em diferentes porcentagens, de casca de arroz carbonizada + turfa + vermiculita, entre outros.

Os substratos podem ter origem de materiais orgânicos (casca de arroz, turfa e húmus) e minerais (vermiculita e perlita).

Casca de Arroz Carbonizada

A casca de arroz carbonizada tem sido mais utilizada como substrato, pois é estável física e quimicamente sendo, assim, mais resistente à decomposição. Apresenta, porém, alta porosidade, que pode ser equilibrada com a mistura de outros elementos (turfa, húmus, vermiculita, etc.).

substrato

Casca de arroz carbonizada

Turfa

A turfa é um material de origem vegetal. Pesa pouco e tem elevada capacidade de retenção de água. Para ser usada como mistura em substratos deve ser picada.

Vermiculita

A vermiculita é um mineral com a estrutura da mica, que é expandida em fornos de alta temperatura. É utilizada devido à sua alta retenção de água, elevada porosidade, baixa densidade, alta capacidade de troca catiônica (CTC) e pH em torno de 8,0.

Perlita

A perlita é obtida do tratamento térmico que se aplica à rocha de origem vulcânica. Sua porosidade é alta e retém água até cinco vezes o valor do seu peso; seu pH fica entre 7,0 e 7,5. Pode ser misturada a outros elementos como a turfa e a casca de arroz carbonizada. Sendo um material obtido de lavas vulcânicas, o mesmo não é produzido no Brasil. Isso faz com que se opte por compostos encontrados com facilidade no mercado interno.

Acondicionamento do Substrato:

O substrato deverá ser acondicionado em embalagens de filme tubular, preferencialmente branco, disponível no mercado. Embalagens claras ajudam a evitar o aquecimento da água e, conseqüentemente, do substrato em seu interior, evitando que as raízes sofram algum dano devido à elevação da temperatura em dias quentes.

As embalagens para o acondicionamento do substrato podem variar quanto ao tamanho e, conseqüentemente, quanto ao número de plantas que a mesma suportará. Os tamanhos mais utilizados são de 0,3 x 1 m de comprimento e 0,3 x 0,35 m, para comportar oito e quatro plantas, respectivamente.

As embalagens utilizadas com o sistema de irrigação por microgotejamento, após ser colocado o substrato, possuem as seguintes dimensões: 0,3 x 0,35 x 0,10 m. O volume de substrato que cada embalagem acondiciona é de, aproximadamente, 8 L. Nessas embalagens pode-se plantar quatro mudas de morangueiro. Na parte inferior das embalagens são feitos furos para que ocorra a drenagem da água.

O uso de embalagens menores apresenta-se mais vantajoso, caso ocorra alguma doença, pois poucas plantas serão contaminadas e perdidas, e pouco substrato será descartado.

Embalagem com 8L de substrato, para quatro plantas

Embalagem com 8L de substrato, para quatro plantas

Mudas de morangos para hidroponia:

Preparo das Mudas

O preparo das mudas é muito cuidadoso e é feito em relação às folhas e às raízes.

Ao receber as mudas do viveiro, deve-se retirar as folhas cortando-as na haste, deixando estas hastes com 3 cm de comprimento. As raízes também deverão ser cortadas, deixando-as com 4 cm de comprimento.

Plantio das Mudas

O plantio das mudas deverá ser feito nas embalagens com o substrato previamente saturado. Após a saturação das embalagens são feitos orifícios, nos quatro cantos da embalagem, onde serão inseridas as mudas, devidamente preparadas. O espaçamento entre as plantas é de 0,20 m. É importante observar que as raízes não fiquem dobradas, ao serem plantadas na embalagem, pois isso poderá comprometer o crescimento da planta.

Somente após o plantio é que deverão ser feitos os furos, embaixo das embalagens, para a drenagem da água que ficará retida no fundo.

Manejo das Mudas

muda morango hidroponia

Muda pronta para o plantio.

Aos 15 dias após o plantio, são observadas as primeiras flores. Para que as plantas cresçam e se desenvolvam bem, é necessário um desbaste contínuo destas flores até que as plantas apresentem cinco folhas. À medida que as plantas crescem é necessária a realização de limpezas periódicas, retirando-se as folhas que envelhecem ou que, porventura, possam apresentar alguma doença.

Todo material retirado deve ser acondicionado em sacos plásticos. À medida que estes ficam cheios devem ser retirados do local e colocados em covas que deverão ser cobertas por plástico incolor. A embalagem deverá ser manuseada com cuidado para não disseminar doenças que possam estar no seu interior, e enviada para reciclagem.

Manejo da irrigação:

No cultivo protegido do morangueiro semi-hidropônico, em substrato artificial, utiliza-se a irrigação por gotejamento. A irrigação localizada tem como vantagens: alta eficiência de aplicação, economia de água, energia e mão-de-obra, permite automatização, fertirrigação e não interfere nos tratos fitossanitários. Este sistema aplica água diretamente na região das raízes.

A qualidade da água é um fator importante na irrigação na hidroponia. Água de má qualidade poderá causar toxicidade nas plantas, e, se for suja, entupirá o sistema de irrigação, que é bastante sensível a partículas minerais e orgânicas.

A irrigação em hidroponia  pode ser feita de três maneiras:

  1. com mangueira gotejadora que atravessa as sacolas que acondicionam o substrato, com espaçamento entre os gotejadores de 0,10 m;
  2. com mangueiras e gotejadores instalados a cada 0,10 m;
  3. com microgotejadores colocados, individualmente, para cada planta.

hidroponia

Neste último sistema acopla-se à mangueira de ½”, botões gotejadores, distribuidores, microtubos e estacas, cravadas próximas à planta, uma vez que são as responsáveis pelo gotejamento.

O tempo de irrigação, no sistema semi-hidropônico, normalmente é em torno de 2 a 5 minutos, sendo fornecido até 1 L de água por saco, por irrigação, dependendo da época do ano e da condição climática.

Outros equipamentos necessários são: um conjunto moto-bomba, reservatórios de água para o preparo da solução nutritiva e irrigação do sistema, um condutivímetro para medir a condutividade elétrica da solução e um peagâmetro para medir o pH da solução.

Manejo da solução nutritiva:

As soluções nutritivas para hidroponia podem ser adquiridas prontas no mercado ou ser formuladas por técnicos. No caso da segunda opção, usar a formulação apresentada nos Quadros 1a e 1b.

Quadro 1 A: Quantidade de fertilizantes aplicada semanalmente no cultivo semi-hidropônico durante a fase vegetativa da cultura.

Quadro 1 A: Quantidade de fertilizantes aplicada semanalmente no cultivo semi-hidropônico durante a fase vegetativa da cultura.

 

Quadro 1 B: Quantidade de fertilizantes aplicada semanalmente no cultivo semi-hidropônico durante a fase reprodutiva da cultura.

Quadro 1 B: Quantidade de fertilizantes aplicada semanalmente no cultivo semi-hidropônico durante a fase reprodutiva da cultura.

A condutividade elétrica (CE) dessas soluções iniciais (fase vegetativa e frutificação) deve ficar ao redor de 1,4-1,5 mS/cm.

As aplicações dos nutrientes são realizadas semanalmente, no entanto a freqüência de irrigação varia conforme a cultura. Durante a fase reprodutiva faz-se irrigação a cada quatro dias; na fase reprodutiva, dependendo da temperatura do ambiente, é realizada a cada 1 ou 2 dias.

 

Fonte: Embrapa 

42 Flares Facebook 40 Google+ 2 Twitter 0 Filament.io Made with Flare More Info'> 42 Flares ×

Comments

  1. Manuel Marrecas Ferreira says:

    Caros Senhores,

    Muitos parabens por este artigo tão bem escrito. Sou português, vivo em Portugal e admiro muito o Brasil, pela evolução que tem sabido dar a grande parte da tecnologia que aprendeu a usar, inclusive a Hidroponia.

    Sonho em poder um dia estagiar nem que seja um ou dois meses numa unidade de produção de morangos, ou eventualmente fazer uma franquia com uma empresa local. Por vossa gentileza, podem dar-me alguma ideia onde eu possa realizer este sonho?
    Melhores cumprimentos e saudações,

    Manuel Marrecas Ferreira
    Engº Téc. Agrário

  2. Augusto Arnaut says:

    Tenho uma pequena plantaçao de morangos que e so para consumo nosso e estao com muitas pontasja compridas devo corta-las se possivel informe obrigado

  3. Josefina Rebocho says:

    Obrigado pela sua contribuição. Muito útil e interessante. Em mini-túneis (total 50m), produzi morangos este ano, usando plástico e filme. O método de hidroponia é muito mais interessante, mais vantajoso e mais prático. Vou aproveitar esta aprendisagem para mudar. Fiquei intusiasmada. Bom trabalho e muito sucesso. Gostaria de trocar impreções consigo, obter uma orientaçãzinha, se possível.

  4. Leandro Carraro says:

    Tenho um interesse enorme em fazer esse tipo de cultivo, mas tenho receio na hora de venda.sou de santa catarina tenho um ótimo terreno e com muita água.

  5. queria saber qual seria o PH da água ideal para morango em hidroponia

  6. Onde posso encontrar essa Embalagem com 8L de substrato?

  7. Fernanda Miranda says:

    As aplicações dos nutrientes são realizadas semanalmente, no entanto a freqüência de irrigação varia conforme a cultura. Durante a fase REPRODUTIVA faz-se irrigação a cada quatro dias; na fase reprodutiva, dependendo da temperatura do ambiente, é realizada a cada 1 ou 2 dias.

    Minha duvida e se vc quis dizer reprodutiva ou vegetativa? (na palavra que esta com letra maiúscula)

  8. ofelia torres says:

    Quero desenvolver atividade de CULTURA hidroponica vertical com utilização de casca de arroz carbonizado ,próximo a Bragança PAULISTA.Onde posso encontrar assistência técnica p/ estufas e viveiros?

  9. mauro Sérgio Vieira amurim says:

    Tenho um terreno com 3600 metro quadro e me interessei muito,não tenho experiência com morangos mas sou muito dedicado ao trabalho rural,quero ser dono do meu próprio negocio,eu preciso ter algum conhecimento tecnico para cultivo para comercial?como adquirir os equipamentos qual o custo? Será que consigo ajuda do sebrae.

  10. Daniel Pires says:

    Agradeço me informem como fazer com as guias dos morangos que estão a chegar quase ao chão e será que posso aumentar a produção com elas,e para as cortar devo curta-las junto das plantas ou cortar só as pontas.
    Sem mais o meu obrigado.

  11. Olá, sou de Morro do Chapéu-Ba,tenho uma pequena propriedade, e gostaria de iniciar o plantio do cultivo do morango sendo que estou sem saber que técnica utilizar, pois como será o início do negócio preciso de manejos mais em conta.Qual manejo me aconcelharia já que aqui na região são métodos inovadores? E sem falar que terei dificuldade em encontrar mão de obra qualificada?

  12. Erick Neves says:

    Olá
    Sou estudante de Agronomia em Ji-Parana/RO e estou em um projeto de pesquisa experimental, onde o objetivo é produzir morango em hidroponia.
    Queria saber onde posso encontrar mudas ou sementes de morango para o cultivo.

    Agradecido!

  13. sergio neto says:

    sou do Pará mais ao sul, sera possivel cultivar morangos por aqui…tenho area e muita agua…

  14. Elizeu Coutinho says:

    Eu tenho uma propriedade no Amapá e tenho vontade de fazer uma plantação d morango, em sistema semi-hidropônico e gostaria de saber se é viável, e a onde posso comprar as mudas de boa qualidade e todos os matérias nessesario.

  15. DIONILIA BATISTA TRINDADE says:

    Sou proprietária de um sítio em São João do paraíso ,as chuvas são poucas,adorei estas orientações,comprei já os sacos,para fazer a estufa,gostaria que me ensinasse fazer um orgânico,com o que tenho aqui no sítio ,a casca de arroz ,casca de café,adubo de gado,passei folhas secas de eucalipto,resto que sobra da destilaria óleo eucalipto,gostaria de uma receita para 100 metros de saco plástico.pois quero muito fazer plantações de morango, c hidropisia emérito sonho.São João do Paraíso,norte deinas.

  16. Adilson Ferreira de lara says:

    onde posso comprar os fertilizantes para morangos semi-hidropônico. Moro em Santa Catarina e tenho 50 pés de morango neste sistema de plantio. Estou necessitando dos nutrientes para os pés se desenvolverem.

  17. ola quero saber one compro mudas de morangos ? moro em goias obrigado

  18. boa tarde.
    è possivel conseguir uma produção durante o ano inteiro?

  19. Ola sou de arapongas PR tenho um espaço de 6×20 eu queria saber quantos quilo de morango eu consigo colher por dia numa estufa desse tamanho no sistema de hodroponia em pvc

  20. José Jurandir Oliveira Bahiense says:

    Ajudem-me:
    1- Qual bomba usar?(volume/vazão)
    2- Qual volume da solução nutrientes?(litros)
    O projeto:
    Sistema NFT , em zig-zag utilizando 4 tubos 75mm com 6 m comprimento, com 20 furos cada e altura 2 m, .Plantando tubo1 (superior) 20 pés morango, no tubo2 20 pés alface , no tubo3 20 pés rúcula e no tubo 4(inferior) 20couve.

  21. Vocês podem acompanhar pelo smart phone um projeto piloto de morango em calha de isopor ?

  22. Arildo Miranda says:

    Bom dia minha dúvida é quanto de água se consome? Não vou citar quantas bancadas e metros se alguém tem esse valor e quiser passar fico grato. Vou montar uma cisterna para coletar água da chuva de 15000L não só para o morango para outras plantas também. Moro no oeste do Paraná e aqui no verão chove bastante quero aproveita o máximo de água. Obrigado a todos.

  23. ola gente moro em santa maria do salto mg pois o clima aqui e muito quente sera que consigo produzir morangos hidroponicos aqui

  24. JOSE CARLOS FERRARESI says:

    como produzir morangos? Sta catarina, altitude 759m

Speak Your Mind

*